No final da década de 50, Campo Belo era um bairro marcado pela presença de famílias estrangeiras. Foi nesse ambiente que, no ano de 1959, surgiu uma pequena escola de Educação Infantil, cujos princípios educacionais seriam condizentes com a escolha do nome da escola – Friburgo – uma lembrança das pequenas cidades com autonomia na Alemanha – “os Freiburgen”.

Nas décadas de 60 e 70, ela se transformou numa escola de 1º Grau (Ensino Fundamental) e 2º Grau (Ensino Médio), destacando-se por apresentar um projeto vocacional e democrático de ensino que atendiam pais que desejavam para seus filhos uma educação voltada para a formação de valores humanistas. Privilegiada, durante algum tempo, pela presença da educadora Maria Nilde Mascelani, o Friburgo fortaleceu seu projeto educativo com os princípios das Escolas Vocacionais de São Paulo. Ocupando a família um lugar preponderante na história da escola, sua organização ganhou a adesão dos pais, transformando-se em uma sociedade anônima com o objetivo de dar sustentação econômica ao projeto.

Em 1983 - Nesta quadra, onde as crianças se apresentam, foi contruído o Teatro Grande Otelo. Ao fundo, onde haviam salas de aula, hoje é a Cantina do Friburgo. Clique para ampliar.Ao final de 1978, o Friburgo foi assumido por um grupo de educadores que administrava a Escola Planalto, na Av. João Dias, 242, onde está situado atualmente, no bairro residencial Granja Julieta, em Santo Amaro. A fusão das duas escolas foi promovida através do espírito empreendedor desses educadores, tendo na direção os professores Ciro de Figueiredo e Neusa Girardi. As instalações foram ampliadas para 16 mil m² de área, cujas características de uma antiga chácara do bairro contemplaram seu projeto educativo, proporcionando especiais condições para o trabalho de educação ambiental, através dos recursos naturais ali existentes – árvores antigas e frutíferas atrativas aos pássaros e Fachada do friburgo em abril de 1997: luto pelo assassinato do índio Galdino Jesus dos Santossagüis – nascente e lago e horta – muito espaço verde, propiciando atividades pedagógicas ao ar livre. Hoje, esse local está reservado somente para o Ensino Fundamental e Médio.

Em 1997 o Friburgo incorporou o Instituto Educacional Jean Piaget, que mantém a conceituada Escola de Educação Infantil, Casinha Pequenina, na própria Granja Julieta, numa área de 6 mil m², localizada na Rua Barão de Cotegipe 251, a 500m de sua sede. Nesse local, também constituído em forma de uma chácara, a natureza acolhe, diariamente, crianças de um ano e meio a seis, com suas araucárias, jardins, horta e diversos animais, como pônei, vaca, coelhos, ovelhas, cabritos, patos, galinhas, pavões, tartarugas, pássaros. Toda fauna e flora estão a serviço do projeto educativo da educação infantil.

Alunas visitam a reserva ambiental na Serra do Japi - Clique para ampliarHá pouco mais de dez anos, o Friburgo ampliou seu projeto educativo ao implementar uma estação ambiental na Serra do Japi — a Estação Natureza do Ensino — em uma área própria de 400 mil m2. Em sintonia com as transformações sociais, o Friburgo ocupou papel relevante na formação de seus alunos, através de uma ação educacional voltada tanto para as questões cotidianas quanto para os problemas sociais, econômicos e políticos que afligem a humanidade.

Desde seu início, o Friburgo sempre enfatizou uma atuação participativa de seus alunos na construção da aprendizagem. Uma história com amplo sentido de cidadania, que valoriza a flexibilidade, cooperação, as competências para o mundo do trabalho, a habilidade na construção das relações humanas, a consciência crítica e sensibilidade.

Anúncios