Durante os dois dias de apresentações do Expressões no Teatro Grande Otelo, foi apresentado um texto que citou os Dez Direitos Naturais das Crianças. Freqüentemente esse texto é creditado ao educador e escritor Rubem Alves. Mas não é verdade. Na realidade, os Dez Direitos foram extraídos de um folheto distribuído num congresso sobre educação na Itália, que ele participou. Rubem Alves conta essa história no texto “… o melhor de tudo são as crianças…”. Clique no link para ler todo o artigo. A seguir publicamos os Dez Direitos Naturais das Crianças:

Crianças no Friburgo1. Direito ao ócio: Toda criança tem o direito de viver momentos de tempo não programado pelos adultos.

2. Direito a sujar-se: Toda criança tem o direito de brincar com a terra, a areia, a água, a lama, as pedras.

3. Direito aos sentidos: Toda criança tem o direito de sentir os gostos e os perfumes oferecidos pela natureza.

4. Direito ao diálogo: Toda criança tem o direito de falar sem ser interrompida, de ser levada a sério nas suas idéias, de ter explicações para suas dúvidas e de escutar uma fala mansa, sem gritos.

Crianças pintam5. Direito ao uso das mãos: Toda criança tem o direito de pregar pregos, de cortar e raspar madeira, de lixar, colar, modelar o barro, amarrar barbantes e cordas, de acender o fogo.

6. Direito a um bom início: Toda criança tem o direito de comer alimentos sãos desde o nascimento, de beber água limpa e respirar ar puro.

7. Direito à rua: Toda criança tem o direito de brincar na rua e na praça e de andar livremente pelos caminhos, sem medo de ser atropelada por motoristas que pensam que as vias lhes pertencem.

8. Direito à natureza selvagem: Toda criança tem o direito de construir uma cabana nos bosques, de ter um arbusto onde se esconder e árvores nas quais subir.

Crianças na Casinha Pequenina9. Direito ao silêncio: Toda criança tem o direito de escutar o rumor do vento, o canto dos pássaros, o murmúrio das águas.

10. Direito à poesia: Toda criança tem o direito de ver o sol nascer e se pôr e de ver as estrelas e a lua.”

Aproveite para visitar o site oficial do educador e escritor Rubem Alves. Leia sua biografia aqui também.