Alunos do 4º ano no Clube TransatlânticoNeste semestre, os alunos do 4º ano iniciaram o estudo sobre as civilizações pré-colombianas. Mas, muito melhor do que qualquer tipo de pesquisa é poder conhecer e vivenciar os valores culturais e as tradições dos povos nativos sul-americanos. Para isso, os alunos foram visitar a exposição  “Tesouro dos Incas uma releitura da tradição milenar dos Andes”, no Club Transatlântico, localizado na Chácara Santo Antônio, no dia 7 de maio.

Além de conhecer as obras, eles encontraram um verdadeiro índio, nascido nas montanhas andinas. Roman Ketchua é artista plástico e participou da exposição que teve como principal objetivo desmistificar a imagem antiquada dos índios e integrá-los à modernidade. “Procuro transmitir a imagem exata do índio como ele é, em sua essência”, explica Ketchua.Roman Ketchua

Entre a apreciação das obras inspiradas nas antigas civilizações, os alunos receberam as explicações do próprio artista sobre a história que existe por trás das obras. Uma das peças de maior destaque na exposição é o Inti Raymi, que significa “rei Sol”, a figura central do calendário de astronomia existente na Porta do Sol, localizada na Cordilheira dos Andes, um dos principais pontos turísticos de Tiwanaku, na Bolívia.
CLIQUE AQUI e veja algumas fotos da visita.