Os alunos do 5º ano têm realizado todas as suas aulas de Ciências no laboratório para desenvolver estudo sobre a eletricidade.

E depois da visita que fizeram ao Museu da Energia, em Jundiaí, estão todos craques no assunto. Aprenderam que a energia química se transforma em energia elétrica e que todos os componentes elétricos precisam ter um descarte especial quando são jogados fora. “Uma pilha usada deve ser jogada em lixo especial, caso contrário pode contaminar os lençóis freáticos que irrigam várias plantações”, explica João Pedro. A preocupação dos alunos fez com que criassem uma campanha para coleta de pilhas usadas: o Papa-pilhas!

Construíram uma caixa com material reciclado e colocaram no CA para que todos os alunos possam trazer as pilhas de suas casas e descartar em uma local correto. A campanha contou ainda com a visita de grupos de alunos em todas as salas de aula do Friburgo, para explicar a campanha. Mas a abordagem desta animada turma não parou por aí. Foram também em todos os departamentos do colégio avisando os funcionários sobre a importância de ter uma atitude consciente com o nosso planeta.

“É muito importante este tipo de campanha porque muita gente não sabe que, sem querer, pode prejudicar o meio ambiente”, contou a aluna Julia, do 5ºB.

Depois desta ação, demonstrando toda a responsabilidade ambiental que esta turminha tem, foi a vez de voltar ao laboratório para um grande desafio: construir uma lanterna utilizando uma garrafa Pet pequena, uma lâmpada, duas pilhas e um suporte para pilhas.

“Esta atividade está sendo muito legal porque além de aprender a fazer uma lanterna de verdade, estamos reaproveitando as garrafas que iriam para o lixo”, contou Pedro Henrique. Sarah também gostou de aprender sobre os tipos de energia e se divertiu montando sua lanterna, que será exposta durante a mostra da Liverdade.

Os alunos montam e ficam ansiosos para verificar o resultado. Mas, muitas vezes as lanternas apresentam mau contato e não funcionam direito. “Todos precisam exercitar a paciência para consertar os defeitos e colocar em prática todos os conceitos que aprenderam durante as aulas”, conclui a professora Sandra Fialho.

O próximo desafio será construir um circuito elétrico para iluminar a maquete de uma casa com 4 cômodos, onde as lâmpadas devem ser acendidas individualmente. Aguardem!
 
Clique aqui e vejas as fotos da campanha e das aulas no laboratório.

Anúncios