You are currently browsing the category archive for the ‘Casinha Pequenina’ category.

DSC_3210bNo último sábado, 08/06, o Colégio Friburgo realizou o II Consciência, em que contou com a participação maciça da sua comunidade. A mostra de produção intelectual dos alunos, cujo eixo temático foi água, abrangeu desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e foi baseado no tema proposto pela UNESCO para o ano de 2013, cujo mote se expressa na seguinte sentença: “2013 – Ano Internacional da Cooperação da Água”.
Dessa maneira, a produção e apresentação dos alunos estiveram pautadas na importância da água para o desenvolvimento e sobrevivência da humanidade na sociedade moderna. Por conseguinte, a sustentabilidade e o desenvolvimento econômico em harmonia com o meio ambiente foram temas transversais em toda a 2ª edição do Consciência.
Diante da proposta apresentada pela UNESCO, o Colégio Friburgo, por meio da realização desse evento, convidou os alunos à reflexão sobre o meio ambiente em que vivem; e, mais do que isso, os limites dele. Com o objetivo de tornar a feira ainda mais instigante, o tema geral foi subdividido de modo que cada ano escolar trate de uma categoria específica. A organização desses subtemas, elaborada pedagogicamente de acordo com os níveis de maturidade de cada série, propôs o seguinte escalonamento:
Intuitivo – Animais da Casinha.
1º EF – Planeta Água.
2º EF – Luz, cores e sombras.
3º EF – Onde está o ar?
4º EF – Água, um bem precioso.
5º EF – Energia, hoje e sempre.
6º EF – Água limpa.
7º EF – Água: utilidade ou necessidade?
8º EF – Água: a vida líquida.
9º EF A – Tem química na água?
9º EF B – Brincando com a água.
1º EM A – Água e energia.
2º EM – Águas que não são águas.

Assim, a proposta atingiu diversos tópicos dentro do mesmo tema, ampliando e enriquecendo a experiência e o conhecimento dos visitantes do “Consciência – Água, para quê?”, sobretudo dos alunos envolvidos em cada projeto.

Veja como foi!

Anúncios

Deu a louca na história!
Assim foi o sábado, 17/03, no Colégio Friburgo. A Festa de Interação este ano teve uma proposta alegre, criativa e muita divertida! Pais, filhos e convidados, tanto do Friburgo como da Casinha, assim que chegavam ganhavam uma pulseira com uma cor diferente que definia a história a qual pertenceria: Chapeuzinho Vermelho, A Bela e a Fera, Os Três Porquinhos, Cinderela, João e Maria e Branca de Neve e os sete Anões.

Os grupos foram formados e logo começaram a trabalhar. Primeiramente reinventaram a já conhecida história, criando um novo roteiro. Depois foi hora de pensar na preparação plástica e artística, criando os figurinos e peças para compor o cenário.

As apresentações aconteceram na quadra, com todos os participantes assistindo. Diversão garantida! Os atores e narradores fizeram bonito apresentando roteiros muito bem elaborados, engraçados e com bonitas e importantes mensagens. Um verdadeiro sucesso que foi comemorado com uma dança circular!

Após as apresentações o público se reuniu na praça de alimentação para desfrutar das delícias das barracas e assistir a apresentação do cantador, poeta e cordelista Carlos Silva.

Um dia de festa e muita interação!

Clique aqui e veja as fotos.

Na primeira visita de 2011 ao Friburgo, a turma do 1º ano da Casinha Pequenina não sabia por onde começar. Conheceram o espaço e depois foram para a biblioteca. A bibliotecária Mônica Cyrillo, responsável pela Biblioteca Thiago de Mello, recepcionou os alunos com a leitura de um livro muito divertido: “Não mordas a professora”, de Nick Ward.


Logo depois, com muita organização, os alunos puderam escolher um título para levar para casa e devolver em duas semanas. Este será um programa mensal desta turma que no próximo ano estará estudando no Friburgo. Todos ficaram muito animados e adoraram o espaço e, principalmente, os livros do acervo.

“Considero importantíssimo que as crianças frequentem a biblioteca desde cedo e que vivenciem sensações e experiências bem prazerosas relacionadas à leitura. É assim que começamos a conquistar um leitor”, conclui a bibliotecária Mônica Cyrillo.

Esta semana a biblioteca Thiago de Mello recebeu mais uma vez a visita dos pequenos leitores da Casinha. Estes encontros são sempre muito alegres.
Os alunos gostam muito de visitar o Friburgo. Entram felizes na biblioteca, e logo começam a manusear diversos títulos diferentes para escolher o seu preferido e levar para casa.
Neste dia 25 de agosto, além do empréstimo das obras, os alunos também tiveram a oportunidade de ouvir e participar da contação de histórias realizada pela bibliotecária Mônica Blum. “Nossa intenção é promover o amor pelos livros e pela literatura. Por isso esta visita é muito importante. Desde pequenos podemos formar grandes leitores”, conclui Mônica.
Clique aqui e veja fotos da visita.

Os alunos do 1º ano, os mais velhos da Casinha, visitam mensalmente a biblioteca do Friburgo “Thiago de Mello”. A intenção é fazer com que os alunos vivenciem a rotina de uma biblioteca, conheçam o acervo da escola e possam, inclusive, escolher um dos livros para levar para casa. Outro hábito importante que começa a ser adquirido é com relação ao cuidado que se deve ter com o livro e o compromisso com a devolução no prazo determinado.

“É muito importante que os alunos conheçam o trabalho de uma bibliotecária, a rotina de uma biblioteca e o espaço do Friburgo, afinal eles estão no último ano da Casinha”, explica a professora da turma, Rosana Alves.

Para a aluna Sophia as visitas ao Friburgo são sempre motivos de alegria: “Aqui tem muitos livros legais e o lugar é muito gostoso”. A aluna Bárbara, que tem uma irmã mais velha no Friburgo, diz que quando fizer sete anos estará aqui também e poderá visitar a biblioteca todos os dias.

E o entusiasmo é geral. A alegria das crianças na hora da escolher o livro que vai levar para casa chega a emocionar a bibliotecária Mônica Blum, que atende a todos com a maior dedicação.

Na saída, mais uma prova do quanto foi importante e proveitosa esta visita. O aluno Caio N. levanta a mão e diz: “Eu já queria ficar aqui para estudar!”.

Clique e veja algumas fotos.

No sábado, 27/02, os pais dos alunos da Educação Infantil até o Ensino Médio participaram de um encontro com todos os professores da grade curricular, coordenadores e direção da escola.

Nesta oportunidade, além de conhecer pessoalmente os professores dos seus filhos, também puderam ser apresentados para as propostas de trabalho de todas as disciplinas. Todos assistiram a apresentação preparada pelo Núcleo de Artes, que já foi apresentada anteriormente para os alunos e em reunião do Período Ampliado. Um verdadeiro sucesso!

Outro importante momento aconteceu no Teatro Grande Otelo. Durante a semana que antecedeu a reunião, os pais foram convidados a responder quatro importantes questões sobre a relação escola-família, suas expectativas para promover a construção desta relação e o papel dos pais no comportamento e aprendizagem dos filhos na escola. Todas as respostas foram tabuladas e os diretores Ciro e José Carlos prepararam a palestra “A importância da família na consolidação do papel de estudante” utilizando este rico material.
 
Depois da palestra foi a vez dos pais se dividirem em quatro grupos com o objetivo de pontuar quais seriam as mais importantes respostas para as perguntas que pontuaram este encontro.

Veja abaixo as perguntas feitas para os pais e as respostas que eles elaboraram durante o evento. Vale ressaltar que os pais foram divididos em dois grupos, um dos pais de alunos do Ensino Fundamental I e outro do Ensino Fundamental II e Médio. 

1. Ao seu ver quais são os fundamentos de uma construtiva relação escola/família?
EFI – Confiança, respeito, diálogo, transparência, clareza por parte da escola quanto ao projeto pedagógico.
EF II e EM – Confiança, credibilidade, franqueza, diálogo constante, “ouvir de ambos os lados”, alinhamento dos professores com a proposta da escola.

2. Quais são as suas expectativas quanto às iniciativas que a escola deve ter para promover a construção dessa relação?
EF I – Equalizar as percepções, clarificar os deveres de cada uma das partes e mobilizar os pais.
EF II e EM – Iniciativas como as de hoje, manutenção do diálogo, ampliar a participação dos pais, protagonizar a interação “escola de pais”, parceria (levantamento de pauta/tema), disponibilidade para os assuntos, acolhimento das questões trazidas pelos pais, “rede de relacionamentos”.

3. Qual o papel dos pais na formação dos filhos que venha promover mudanças no comportamento e aprendizagem?
EFI – Exiguidade de tempo, seleção de informações e contradições do fazer.
EF II e EM – Segurança – ambiente seguro, orientação, “lar seguro”, permitir frustrações, interação permanente, saber o que acontece na escola.

4. Objetivamente, do que se constitui uma relação proativa no desenvolvimento acadêmico e formativo dos alunos?
EF I – Disponibilidade dos pais e escola, comunicação proativa (família/escola/aluno), sintonia (família/escola/mundo) e vínculo afetivo (escola/professor/aluno).
EF II e EM – A escola protagonista no desenvolvimento acadêmico, compromisso mútuo, abertura para o diálogo, melhorar sempre, encorajamento, alinhamento de expectativas, avaliação da aderência dos valores familiares e dos valores da escola.

Clique aqui e veja as fotos.

Fica aqui a nossa homenagem, ao tão querido José Mindlin, com a retrospectiva dos momentos especiais que passamos junto a ele.

Noite de Reinações – José Mindlin

Colégio Friburgo e Casa de Livros promovem o lançamento do mais novo livro de José Mindlin

No início de dezembro Keka Stabel, professora de Artes do Friburgo, foi convidada para participar do Programa Olga Bongiovanni e falar sobre as possibilidades de atividades para crianças durante as férias.

Além de apresentar a opção do curso de férias da Casinha Pequenina, aberto para crianças de 3 a 7 anos (clique aqui para maiores informações), Keka deu algumas ideias de trabalhos de artes, utilizando materiais que temos em casa, para que os pais possam fazer com seus filhos.
“Além de entreter as crianças é importante valorizar o seu potencial”, orientou a professora.

Clique no link abaixo e assista a participação da professora Keka.

Palestra sobre a gripe suína reúne todos os funcionários

Na manhã desta quarta-feira, 12 de agosto, todos os funcionários do Colégio Friburgo e Casinha Pequenina foram reunidos no Teatro Grande Othelo para um encontro muito importante e esclarecedor sobre a gripe Influeza H1N1.

Os professores Carl, de Biologia, e Ana Maria, de Ciências, prepararam uma palestra sobre a gripe, suas formas de contágio, prevenções e novos hábitos que devem ser adquiridos por toda a população.

Esta palestra também será apresentada para alunos no retorno às aulas, com enfoque especial nos cuidados para a prevenção. Informações sobre a doença e uma cartilha de prevenção já estão disponíveis no site. Clique aqui e acesse.

Além de funcionários e professores, a escola também está preparada para recepcionar os alunos com algumas importantes mudanças. Cartazes de orientações estão espalhados pelos diversos espaços, displays com álcool gel e toalhas de papel disponíveis em todas as salas de aula e departamentos, os bebedouros adaptados para utilização apenas com copos descartáveis, telefones públicos ficarão cobertos para evitar a sua utilização, além, é claro, de solicitar sempre que todos deixem portas e janelas abertas para maior ventilação e que alunos que apresentem sintomas não frequentem a escola. Pensar no coletivo é de vital importância. Toda a Comunidade Friburgo na luta contra o vírus.

Um dos habituais visitantes!

Um dos habituais visitantes!

Na última semana de abril um saguizinho machucado, sem os movimentos das patas traseiras, apareceu na Casinha Pequenina, unidade II do Colégio Friburgo.

Sr. Francisco, o porteiro, informou que o sagui, na tentativa de ser levado preso nas costas de seus familiares, já caiu do alto das árvores por diversas vezes. Na última queda, desmaiou, e o seu grupo desistiu de tentar resgatá-lo.

Funcionários da Casinha cuidaram do animalzinho e o colocaram em uma caixa com água e frutas. Para socorrê-lo fizeram contato com a Associação Mucky de Proteção aos Primatas, uma ONG localizada em Itu, que enviou uma veterinária para buscar o sagui. Dependendo de suas condições físicas, após o tratamento, o animal poderá ser reintegrado ao seu habitat natural ou passará a fazer parte do grupo de primatas assistido pela ONG.

 Essa espécie é presença constante tanto no Friburgo como na Casinha Pequenina. Aliás, o maior objetivo da Mucky é preservar e recuperar animais provenientes do tráfego de animais silvestres. Para isso, contam com uma campanha “Seja padrinho de um sagui”, que é apoiada por pessoas físicas e jurídicas. Vale a pena conhecer este interessante e importante trabalho. Clique aqui e visite o site do Projeto Mucky.

Arquivos

outubro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: