You are currently browsing the category archive for the ‘Ensino Médio’ category.

DSC_3210bNo último sábado, 08/06, o Colégio Friburgo realizou o II Consciência, em que contou com a participação maciça da sua comunidade. A mostra de produção intelectual dos alunos, cujo eixo temático foi água, abrangeu desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e foi baseado no tema proposto pela UNESCO para o ano de 2013, cujo mote se expressa na seguinte sentença: “2013 – Ano Internacional da Cooperação da Água”.
Dessa maneira, a produção e apresentação dos alunos estiveram pautadas na importância da água para o desenvolvimento e sobrevivência da humanidade na sociedade moderna. Por conseguinte, a sustentabilidade e o desenvolvimento econômico em harmonia com o meio ambiente foram temas transversais em toda a 2ª edição do Consciência.
Diante da proposta apresentada pela UNESCO, o Colégio Friburgo, por meio da realização desse evento, convidou os alunos à reflexão sobre o meio ambiente em que vivem; e, mais do que isso, os limites dele. Com o objetivo de tornar a feira ainda mais instigante, o tema geral foi subdividido de modo que cada ano escolar trate de uma categoria específica. A organização desses subtemas, elaborada pedagogicamente de acordo com os níveis de maturidade de cada série, propôs o seguinte escalonamento:
Intuitivo – Animais da Casinha.
1º EF – Planeta Água.
2º EF – Luz, cores e sombras.
3º EF – Onde está o ar?
4º EF – Água, um bem precioso.
5º EF – Energia, hoje e sempre.
6º EF – Água limpa.
7º EF – Água: utilidade ou necessidade?
8º EF – Água: a vida líquida.
9º EF A – Tem química na água?
9º EF B – Brincando com a água.
1º EM A – Água e energia.
2º EM – Águas que não são águas.

Assim, a proposta atingiu diversos tópicos dentro do mesmo tema, ampliando e enriquecendo a experiência e o conhecimento dos visitantes do “Consciência – Água, para quê?”, sobretudo dos alunos envolvidos em cada projeto.

Veja como foi!

Anúncios

GJA_3523Com o tema “Centenário de Vinícius de Moraes”, no próximo dia 15, sábado, entre 15h e 22h, o Colégio Friburgo realiza a sua tradicional Festa Junina, edição 2013.

A novidade deste ano fica por conta da apresentação da quadrilha de patinação artística, modalidade incluída no Período Ampliado no início de 2013. Além disso, unindo tradição, cultura e lazer, a festa junina é uma boa oportunidade para a convivência da comunidade do Colégio Friburgo, ou seja, pais, alunos, amigos, professores e funcionários.
É nesse contexto que a festa junina 2013 também apresenta as tradicionais quadrilhas, a dança de pau de fita, brincadeiras, touro mecânico, show pirotécnico e muitos comes e bebes. Toda a decoração deste ano tem como referência a extensa obra de Vinícius de Moraes, assim, bandeiras, barracas e toda a festa prestam homenagem ao grande músico, compositor e poeta pelo centenário de seu nascimento.
Desta forma, a Festa Junina do Friburgo, edição 2013, celebra as tradições brasileiras, ao mesmo tempo em que relembra um dos maiores músicos da Bossa Nova, a música brasileira mais reverenciada no mundo em todos os tempos.
Participe!

IMG_0813No próximo dia 8, entre 9h e 12h, o Colégio Friburgo promove a 2ª edição do ConsCiência, com o tema “Água, para quê?”. Toda a feira de produção intelectual dos alunos está ligada à metodologia de ensino de ciências naturais da escola. O evento abrange desde a Educação Infantil até o Ensino Médio e está baseado no tema proposto pela UNESCO para o ano de 2013, cujo mote se expressa na seguinte sentença: “2013 – Ano Internacional da Cooperação da Água”.

Dessa maneira, a produção e apresentação dos alunos estão pautadas na importância da água para o desenvolvimento e sobrevivência da humanidade na sociedade moderna. IMG_0801Por conseguinte, a sustentabilidade e o desenvolvimento econômico em harmonia com o meio ambiente são temas transversais de toda a 2ª edição do ConsCiência.
Diante da proposta apresentada pela UNESCO, o Colégio Friburgo, por meio da realização desse evento, convida os alunos à reflexão sobre o meio ambiente em que vivem; e, mais do que isso, os limites dele. Com o objetivo de tornar a feira ainda mais instigante, o tema geral foi subdividido de modo que cada ano escolar trate de uma categoria específica.

A organização desses subtemas, elaborada pedagogicamente de acordo com os níveis de maturidade de cada série, propôs o seguinte escalonamento:
Intuitivo – Animais da Casinha
1º EF – Planeta Água
2º EF – Luz, cores e sombras.
3º EF – Onde está o ar?
4º EF – Água, um bem precioso.
5º EF – Energia, hoje e sempre.
6º EF – Água limpa.
7º EF – Água: utilidade ou necessidade?
8º EF – Água: a vida líquida.
9º EF A – Tem química na água?
9º EF B – Brincando com a água.
1º EM A – Água e energia.
2º EM – Águas que não são águas.

Assim, a proposta atinge diversos tópicos dentro do mesmo tema, ampliando e enriquecendo a experiência e o conhecimento dos visitantes do “ConsCiência – Água, para quê?”, sobretudo dos alunos envolvidos em cada projeto.

O nome do evento surgiu em 1992 para batizar um evento que tinha a literatura como carro chefe. A “Liverdade – uma estação de livros” apresentava projetos envolvendo o conceito de livro/verdade. Com o tempo, o evento também passou a abordar os projetos interdisciplinares e passou a se chamar apenas “Liverdade”. Este ano, voltando a origem inicial, o evento voltou a representar a área da Comunicação e Expressão, com foco na palavra.

Por todos os lados, textos e histórias eram contados. Cada sala de aula foi cuidadosamente preparada para as apresentações.
No Ensino Fundamental I os alunos trataram os seguintes assuntos:

– 2º ano – Contos de Encantamento: “Releitura de João e Maria”. A sala, decorada com doces e muitas cores, apresentava os textos baseados no conto de fadas escritos pelas próprias crianças.

– 3º ano – Lá vem história… Com figurinos elaborados os alunos representaram conhecidas fábulas para uma plateia de familiares e convidados.

– 4º ano – Contos Árabes – a sala foi transformada em um verdadeiro cenário das Mil e Uma Noites e foram expostos textos dos alunos onde cada um criou um diferente final para a história de Sherazade.  A turma também apresentou um lindo trabalho sobre Cordel, um dos mais tradicionais gêneros de literatura popular.

– 5º ano – Diversidade Literária – apresentação de textos sobre contos etiológicos  e muitos poemas tomaram conta da sala.

No Fundamental II:

– 6º ano – Quem é o cego? – os visitantes viveram uma experiência inusitada inspirada no conto de Alcântara Machado, “Apólogo Brasileiro sem Véu de Alegoria”. Todos dentro de trem, vendados, escutaram a narração do conto e com diferentes finais produzidos pelos alunos. Logo após, realizaram um debate sobre o comportamento humano.

– 7º ano – Investigando Poetas Brasileiros – os alunos apresentaram a biografia dos principais poetas do Brasil, com direito a declamação de poesias.  Entre eles: Vinícius de Moraes, Manuel Bandeira, José Paulo Paes, Mário de Andrade, Cecília Meireles e Cora Coralina.

– 8º ano – Capitães de Areia – Todo o trabalho realizado depois da leitura do livro do Jorge Amado foi colocado em murais. Textos e cartazes questionadores sobre os problemas dos menores abandonados foram apresentados.

– 9º ano – Nordeste em Revista – alunos apresentam trabalho especial inspirados nos centenários de dois nordestinos muito importantes na cultura do Brasil: o escritor Jorge Amado e o compositor Luiz Gonzaga.

– 1º ano EM – centenário de Jorge Amado – Além da apresentação dos trabalhos e de uma encenação teatral inspirada em personagens de Jorge Amado, o grupo também montou uma instalação chamada “O Céu da Bahia”, representando o sincretismo, com desenhos e figuras dos santos da igreja católica e os respectivos orixás. Destaque para os desenhos elaborados pelo aluno Luca, do 1ºB.

– 2º ano EM – centenário de Nelson Rodrigues – O Anjo Pornográfico recebeu uma homenagem especial com encenação da peça “Vestido de Noiva”, que revolucionou o teatro brasileiro. Os alunos, caracterizados, apresentavam os diferentes atos e explicavam cada passagem. No mural da classe o grande questionamento: moralista ou pornográfico? Para Rafael, Nelson rompeu com os padrões estabelecidos pela sociedade, por isso recebeu tantas críticas. A ruptura dos padrões pode ser vista na Caixa Proibida, uma caixa fechada e escura onde frases fortes do autor, fotos e muitas palavras só podiam ser vistas pelos visitantes com a ajuda de uma lanterna.

Expressão Oral – As turmas de 6º e 7º anos tiveram seus programas de rádios, elaborados durantes as aulas de Expressão Oral, disponíveis para audição no Laboratório de Informática. Os mais variados gêneros musicais, com informações importantes de trânsito, previsão do tempo e notícias. Audiência nota 10!

Línguas Estrangeiras – E como Línguas foi o tema central do evento, Inglês e Espanhol não poderiam ficar de fora. Em umas das salas foi feita uma ambientação de uma cafeteria, onde as pessoas podiam apreciar – além de um gostoso cafezinho – um bate papo usando apenas as línguas estrangeiras.

Teatro – A peça do 9º ano, “Eles amaram, amaram, amaram…” foi reapresentada para comprovar um dos melhores resultados do projeto de Teatro no Colégio Friburgo. Textos difíceis, com linguagem densa e extremamente emocionante, inspirados nas obras de Shakespeare, Alexandre Dumas, Olavo Bilac, Vinícius de Moraes, Menotti Del Picchia, e até mesmo Cazuza. Um espetáculo apaixonante!

Educação de Jovem e Adultos – utilizando o tema da UNESCO – Ano internacional das Cooperativas – os alunos da Educação de Adultos capricharam nos trabalhos que foram apresentados. Cada um contou um pouco da sua história e falou-se muito em sustentabilidade abordando o artesanato do nordeste, região da maioria dos alunos. Em uma montagem fotográfica divertida, os rostos dos alunos foram colocados em corpos de super-heróis e heroínas, representando a grande força de vontade que têm em aprender mesmo depois de um dia repleto de trabalho. Exemplos de guerreiros!

Graduação de Capoeira – A cerimônia de troca de faixas dos alunos do Período Ampliado ocorreu logo no início do evento, contando com pais, familiares e muitos convidados para assistir as apresentações no palco do teatro. Parabéns a todos!

Clique aqui e veja a galeria de fotos da Liverdade.

A Mostra de Artes articulando começou com a apresentação de um sarau, repleto de poesia e músicas, e o melhor, com o Teatro grande Otelo lotado.

Primeiro foi a vez dos alunos da Oficina Literária, curso do Período Ampliado para o Fundamental I, declamarem poesias. Como o tema escolhido este ano para a mostra foi “Brasil, cada canto um conto”, as poesias também foram escolhidas a dedo para mostrar a natureza do nosso país.

Logo após, o público foi convidado a participar de um cortejo carnavalesco que deu início a segunda parte do Sarau. Poesia, músicas de diferentes estilos, desde arranjos clássicos no sax e piano, passando por partituras de MPB até chegar o rock’n’roll dos alunos do Ensino Médio.

Pais, alunos, ex-alunos e funcionários foram os protagonistas com muita música, dança, poesia e performances que fizeram a alegria da noite. No encerramento do sarau algumas pessoas saíram do meio da plateia e aceitaram participar, contribuindo para a riqueza cultural do evento.

Clique aqui e veja algumas fotos.

No sábado, 22 de setembro, o Colégio Friburgo recepcionou os alunos do Ensino Médio para mais um evento voltado para o vestibular, carreiras e mercado de trabalho. “O maior objetivo é aproximar o jovem das diferentes opções de cursos e carreiras, além de apresentar a realidade do mercado e as possibilidades de atuação”, explica a coordenadora Vera Barreto.

As atividades tiveram início com a palestra “As grandes tendências do mercado de trabalho e suas exigências”, com a professora e orientadora profissional Paula Napolitano. Logo após, os alunos puderam escutar o depoimento de um jovem empreendedor e que muito cedo alcançou o sucesso profissional.

No intervalo, os alunos pegaram as informações sobre os vestibulares e cursos disponíveis nos estandes das faculdades e universidades participantes do evento.

Logo depois, se dirigiram para as salas de aula para participar de oficinas com profissionais de diferentes faculdades e universidades nos cursos de: medicina, medicina veterinária, psicologia, arquitetura, fotografia, engenharia ambiental, design gráfico, moda e jogos digitais.

Uma manhã de muito trabalho e repleta de importantes informações. Clique aqui e veja a galeria de fotos do evento.
Segue um pouco da história de Cláudio Sassaki, que deveria ser compartilhada com todos os alunos e também com as famílias. Quem estava presente saiu impressionado com a sua trajetória.

Ele saiu de casa com 13 anos para acompanhar a equipe de treinamento de tênis e foi morar no interior. Quando decidiu largar o esporte e prestar vestibular, voltou para São Paulo e teve que correr contra o tempo. “Sabia que estava muito atrás dos outros alunos do cursinho, por isso abdiquei de muita coisa para me focar exclusivamente nos estudos”, contou. Sassaki estudava de segunda a sábado. Depois das aulas, no período da manhã, ficava na sala de estudos do cursinho até de noite.  Já no meio do ano, prestou o vestibular da Fuvest para administração na FGV, e para sua surpresa, entrou. Começou a cursar a faculdade no período da manhã e continuava fazendo cursinho durante a tarde. No final do ano, prestou novamente a prova da Fuvest, desta vez para Engenharia. Entrou e além da FGV começou a cursar também a Poli. Desistiu do curso de Administração e assistiu às aulas de todos os cursos disponíveis na USP porque também não estava contente com a Poli. Decidiu que faria Arquitetura e Urbanismo e resolveu, mais uma vez, prestar o vestibular. Para poder pagar suas despesas, Cláudio dava aulas particulares nas áreas de exatas durante a semana e nos finais de semana dava aulas de tênis. Um dia antes de sair o resultado da prova, Cláudio recebeu a ligação de um dos diretores da Fuvest para dizer que ele não tinha apenas sido aprovado como também obtido o melhor resultado entre todos os candidatos que prestaram o vestibular.  Depois de passar por ricas experiências em empresas nacionais e internacionais, viajar pelo mundo inteiro acumulando conhecimento e trabalhar em ONGs envolvido com projetos educacionais, Cláudio procurou os melhores para montar a empresa Geekie. Formada por um grupo de jovens que se destacaram na sua vida acadêmica, a empresa é especializada em tecnologia aplicada à educação. Desenvolvem simulados do ENEM e depois, seguindo os mesmos critérios fazem a correção. O grande diferencial é o resultado passado para o aluno, totalmente personalizado, especificando quais são suas dificuldades, temas e disciplinas, montando um roteiro de estudo muito direcionado para sanar os problemas do candidato.
Cláudio Sassaki é o maior exemplo de que com determinação e foco podemos alcançar nosso objetivo, ainda que aconteçam tropeços pelo caminho. Para ele o mais importante é fazer o que gosta. Essa é a verdadeira realização profissional.

 

Graças a parceria estabelecida desde o final do 1º semestre com a empresa Geekie, os alunos do Ensino Médio, além dos simulados habituais, vão participar de dois testes especiais.

A Geekie, empresa de tecnologia aplicada à educação, realizada um simulado elaborado por professores de Ensino Médio e cursinhos seguindo a metodologia do ENEM, que dá pesos diferentes a questões de acordo com o grau de dificuldade. O grande diferencial oferecido pela empresa é uma posterior avaliação individual e personalizada para cada aluno. Desta maneira, o estudante pode acompanhar seu desempenho, sabendo exatamente quais são as matérias e assuntos que deve dar maior atenção na hora do estudo.

O primeiro simulado será um teste para o “Pré-ENEM”, realizado, on-line, nos dias 24 e 26 de setembro. O segundo será nos dias 9 e 10 de outubro, e desta vez, realizado no Colégio.

O “Pré-ENEM” é uma avaliação do Geekie em parceria com o Estadão que também acontecerá on-line, nos dias 6 e 7 de outubro e com inscrições abertas para todos os estudantes. O aluno escolhe o melhor horário para iniciar a prova, mas terá 4h30 de duração sem intervalos, pra resolver 90 questões em cada um dos dias. Neste caso também serão disponibilizados para os alunos um boletim personalizado indicando os temas que o candidato deve revisar para melhorar seu desempenho. As inscrições podem ser feitas pelo site www.geekie-estadao.com.br, até 5 de outubro.

Esta é mais uma ferramenta que o Friburgo oferece aos alunos visando a busca individual por melhores resultados não somente no ENEM mas também em todos os vestibulares do país.

Neste sábado, 22/09, das 8 às 13h os alunos do Ensino Médio, e também as turmas do 9º ano, estão convidados para conhecer mais sobre diferentes carreiras. O objetivo deste evento é aproximar o jovem da realidade do mercado de trabalho. Para isso, no primeiro evento pais de alunos participaram contando sobre a faculdade, detalhes do cotidiano e o leque de possibilidades de cada profissão. Na segunda edição, o Friburgo contou com ex-alunos que se destacaram em suas profissões para conversar e apresentar a realidade para os alunos.

Desta vez, os alunos que se inscreverem, poderão participar de oficinas com profissionais de diferentes faculdades e universidades nos cursos de: medicina, medicina veterinária, psicologia, arquitetura, fotografia, engenharia ambiental, design gráfico, moda e jogos digitais.

Além das oficinas os alunos vão participar de duas importantes palestras: “As grandes tendências do mercado de trabalho e suas exigências”, com a professora e orientadora profissional Paula Napolitano e, na sequência, um encontro especial com Claudio Sassaki contando sobre sua trajetória pessoal e a fundação da empresa GEEKIE.

Não deixe de participar!

Os alunos do Ensino Médio têm se aproximado de diferentes gêneros literários, interagindo, entendendo e retratando autores, histórias e épocas variadas.

No 1º ano as turmas elaboraram poesias, como prova texto, depois de entenderem os gêneros épico, narrativo, dramático e lírico. “É importante fazer com os alunos se sintam capazes de perceber que podem escrever um texto diferenciado. Este trabalho estimula a escrita”, explica a professora Daniela Campos.

Quinhentismo, Barroco, Arcadismo e Romantismo fizeram parte das aulas dos alunos do 2º ano. Depois de assistirem ao filme “A Sociedade dos Poetas Mortos”, na sala multimídia, cada um elaborou a sua resenha. “Utilizar músicas, filmes, pinturas, esculturas faz parte das aulas de Literatura. Traçar um panorama geral das Artes faz com os alunos entendam melhor cada período da história e, consequentemente, os gêneros literários”, conclui a professora. Por exemplo, para entender o Trovadorismo nada melhor do que perceber o lírico feminino por trás das letras do músico Chico Buarque de Holanda.

Já no 3º ano, depois de ler uma das principais obras de Machado de Assis, “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, os alunos fizeram uma análise e responderam a 60 questões sobre o livro. A correção desta atividade foi feita com um debate sobre o tema. Logo após, cada um foi desafiado a escrever uma autobiografia póstuma. “A experiência foi muito interessante. Usando o sarcasmo e a ironia – típicos de Machado de Assis – os alunos escreveram uma espécie de desabafo, sem censura, sem a preocupação de desagradar alguém”, disse Daniela.

Alguns alunos aceitaram compartilhar os trabalhos aqui no site. Clique nos links abaixo para ler:

1º ano – Lara Alice
1º ano – Larissa
2º ano – Natália
3º ano – Beatriz
3º ano – Yannis

Excelente programa para as férias é visitar a exposição sobre o escritor baiano Jorge Amado em comemoração ao seu centenário. Os alunos do Ensino Médio deverão realizar um trabalho para a volta às aulas sobre a mostra. Mas fica a dica para toda a Comunidade Friburgo.

A mostra “Jorge Amado e Universal” fica no Museu da Língua Portuguesa, Praça da Luz, até dia 22 de julho, com fotografias, objetos pessoais, folhetos de cordel e filmes. A exposição é dividida por períodos marcantes na vida e obra de Jorge, além de seus personagens e temas defendidos pelo escritos.

As professoras de Português, Paula Trindade e Daniela Campos, fizeram a visita  e elaboraram um roteiro para visitação que deverá ser utilizado pelos alunos do Ensino Médio. Para todos os que tiverem interessados em fazer a visita e se aprofundar no trabalho deste ilustre escritor, segue link do ROTEIRO.

A entrada aos sábados é gratuita e nos outros dias custa R$ 6,00 (com meia entrada para estudantes, crianças até 10 anos, idosos e professores da rede pública.
Não percam! E para as turmas do Ensino Médio, bom trabalho!

Clique aqui e veja a galeria de fotos da exposição.

Arquivos

setembro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: