You are currently browsing the tag archive for the ‘ex-alunos’ tag.

Deu a louca na história!
Assim foi o sábado, 17/03, no Colégio Friburgo. A Festa de Interação este ano teve uma proposta alegre, criativa e muita divertida! Pais, filhos e convidados, tanto do Friburgo como da Casinha, assim que chegavam ganhavam uma pulseira com uma cor diferente que definia a história a qual pertenceria: Chapeuzinho Vermelho, A Bela e a Fera, Os Três Porquinhos, Cinderela, João e Maria e Branca de Neve e os sete Anões.

Os grupos foram formados e logo começaram a trabalhar. Primeiramente reinventaram a já conhecida história, criando um novo roteiro. Depois foi hora de pensar na preparação plástica e artística, criando os figurinos e peças para compor o cenário.

As apresentações aconteceram na quadra, com todos os participantes assistindo. Diversão garantida! Os atores e narradores fizeram bonito apresentando roteiros muito bem elaborados, engraçados e com bonitas e importantes mensagens. Um verdadeiro sucesso que foi comemorado com uma dança circular!

Após as apresentações o público se reuniu na praça de alimentação para desfrutar das delícias das barracas e assistir a apresentação do cantador, poeta e cordelista Carlos Silva.

Um dia de festa e muita interação!

Clique aqui e veja as fotos.

Anúncios

Este ano, mais uma vez, a festa junina foi prestigiada por toda a Comunidade Friburgo: alunos e ex-alunos, pais, familiares, funcionários,  convidados, vizinhos e amigos da escola.

A alegria foi contagiante e tomou conta da festa. As barracas de brincadeiras e touro mecânico divertiram a criançada. Comidas deliciosas, doces e caldinhos garantiram a permanência de todos durante toda a festa. A fogueira aqueceu a noite de encontros e reencontros!

Quem estava presente, às 16h30, pode acompanhar os alunos João e Pedro, do 3º ano do Ensino Médio (e seus convidados) tomando conta do palco para uma apresentação musical de MPB, com repertório especialmente elaborado para a festa. Os garotos deram um verdadeiro show e mostraram todo o seu talento. A última música, “Asa Branca”, de Luiz Gonzaga, deu espaço para as apresentações das quadrilhas.

Depois foi a vez da Banda Dona Zaíra, já conhecida do público, tomar conta do palco, com forrós que animaram ainda mais a festa. Na frente do palco muitas pessoas começavam a arriscar alguns passos e logo depois tomavam conta da pista de dança.

Para encerrar a noite iluminada por uma lua cheia “encomendada”, palavras de agradecimento do diretor geral Ciro de Figueiredo, e uma emocionante queima de fogos ao som da música “Luar do Sertão”.

Mais uma Festa Junina para entrar para a história! Veja aqui a galeria de fotos!

Aprovada em Biologia na USP a aluna credita seu sucesso a maneira como lidou com seus estudos no Friburgo. “Basta fazer todas as lições, prestar atenção nas aulas e estudar. Nada é impossível desde que a gente queira”, explica Elisa. A paixão da ex-aluna pela Biologia surgiu ainda quando estudava na Casinha Pequenina, graças ao contato com os animais, com a horta, árvores e plantas. Sua vontade é seguir na área da genética, quer fazer pós e mestrado também na USP e seu sonho é trabalhar no Projeto Tamar.

Leia abaixo o depoimento completo da ex-aluna.

Resolvi prestar somente a Fuvest, não fiz outro vestibular. Estava decidida a fazer faculdade na USP. Meus pais trabalham lá, minha mãe no Instituto de Bioquímica e meu pai no Instituto de Ciências Biomédicas.

Desde criança frequentava o clube da USP e sabia que queria estudar lá.  
Quando eu estudava na Casinha me despertou a paixão pelos bichos e pela natureza. Vi o nascimento de um bezerrinho, aprendi a andar a cavalo no Pretinho e trabalhar com a horta. Lembro até hoje do dia dos animais onde cada aluno trazia seu bichinho de estimação para passar o dia na escola.

Fui para o vestibular achando que seria um teste.  Não fiz cursinho e nem me dediquei totalmente porque tinha a intenção de viajar para os Estados Unidos para estudar inglês. Acabei conseguindo passar. Eram 120 vagas disponíveis para o curso de Biologia e fiquei em 143º. Com a desistência de alguns acabei conseguindo a vaga. 

O Friburgo me deu uma boa base. Sempre fiz todas as lições e prestava muita atenção nas aulas. Se você estudar um pouco todos os dias, na hora da lição de casa, vai conseguir sedimentar a matéria e não ter dificuldade quando chegarem as provas.

Estou muito feliz na USP. É um sonho realizado.  A faculdade é incrível e hoje, para mim, é o melhor lugar da Terra. Não são apenas aulas. Tem um projeto chamado Estação Biologia onde os alunos apresentam a faculdade e o curso. Assim você saber o que vai aprender e como será o curso.

Quero muito trabalhar com genética, pesquisas ou elaborando textos científicos. Outro sonho é poder um dia trabalhar no Projeto Tamar. Também penso em ser professora. Acho muito nobre poder passar para frente o seu conhecimento.
Quero continuar na USP depois do curso para fazer pós e mestrado.  A universidade investe em projetos e pesquisas dos alunos, isso é muito legal.
Se nada disso der certo, vou virar ativista do Greenpeace!

O conselho que posso dar aos alunos que vão passar por um vestibular é que façam as provas com muita calma e tenham confiança. Ler cada uma das questões sem se sentir pressionado e acreditar que pode conseguir. Entrar em uma boa faculdade não é impossível para ninguém, basta querer, se dedicar e acreditar. Vale destacar também o apoio da família. Meus pais me mostraram o caminho certo e me apoiaram o tempo todo.

AOTE011No dia 17 de agosto um grupo de professores e coordenadores recebeu a visita da diretora do Programa Embaixadores do Meio Ambiente do Guarujá. Este programa faz parte do Instituto Jean-Michel Cousteau e já está instalado em 10 localidades do mundo, sendo que a unidade Guarujá é a única na América Latina.

Heloisa Prado Pinto, psicopedagoga e ex-aluna do Colégio Planalto, que deu origem ao Colégio Friburgo, se encantou com o projeto e passou a fazer parte da equipe que tem como principal objetivo levar alunos para um acampamento educativo onde questões ambientais, além de estudadas, podem ser vivenciadas.

embaixadoresO acampamento fica instalado dentro de uma área de restinga, no município do Guarujá, próximo ao mangue, cidade e indústrias. “Essa é a melhor maneira de mostrar como diferentes ecossistemas podem viver de maneira harmoniosa”, conta Heloisa.

O local projetado para aproveitar a luminosidade e ventilação natural, foi construído com madeira certificada e conta com horta sustentável, energia solar, bangalôs, sala multimídia e uma equipe formada por profissionais graduados em diferentes especialidades que organizam aulas a céu aberto.

A ex-aluna da coordenadora Iracy Garcia apresentou os objetivos do acampamento e conversou com o grupo propondo futuros trabalhos.

Para conhecer o projeto do instituto entre no site http://www.aote.org/

Arquivos

agosto 2018
S T Q Q S S D
« nov    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: