You are currently browsing the tag archive for the ‘Roberto Trindade’ tag.

Nas últimas aulas do 1º ano do Ensino Médio, os alunos conheceram e manusearam o aparelho que tem aumentado três vezes a taxa de sobrevivência de pessoas que sofrem uma parada cardiorespiratória.

O professor Roberto Trindade trouxe um desfibrilador automático externo (DAE) para a sala de aula, explicou seu funcionamento com uma apresentação em PowerPoint e logo depois os alunos fizeram testes.

“Com a introdução recente dos desfibriladores, um elo a mais foi formado entre o leigo e  as equipes de emergência, permitindo a aplicação da desfibrilação precoce com o consequente aumento da taxa de sobrevivência. Tais desfibriladores, como o que foi apresentado em aula, são mais leves e portáteis, além de possuírem gravações sonoras com todas as orientações de procedimento e manuseio do aparelho. Isto permite que pessoas sem treinamento avançado e habilidade para o diagnóstico de arritmias, possa intervir em casos de parada cardiorespiratória”, explicou Trindade.

A disseminação do uso dos desfibriladores externos automáticos permitirá sua futura disponibilidade em lugares públicos e privados relacionados à possível presença de indivíduos em risco.

Foi uma aula muito importante já que agora esta turma pode realizar o procedimento em uma situação de emergência. Clique aqui e veja as fotos da aula.

Anúncios

Para finalizar o estudo sobre nutrição e os distúrbios alimentares nas aulas de Fisiologia e Comportamento, o professor Roberto Trindade convidou uma nutricionista para conversar com os alunos do 9º ano.

Geórgia Lasse, nutricionista pós-graduada e com vasta experiência na área, elaborou uma apresentação para a palestra baseada nas questões que recebeu anteriormente dos próprios alunos.

“Vamos falar sobre a nutrição, como profissão, sua história e, principalmente sobre a importância de uma alimentação balanceada na resolução de grandes problemas da atualidade. Hoje, 90% dos grandes problemas de saúde no mundo estão ligados à nutrição”, contou Geórgia.

Desde a antiguidade e os tempos mais remotos, se falava da importância da alimentação. Hipócrates dizia que o alimento seria o melhor remédio e observou que os indivíduos obesos morriam precocemente. Já se falava também que para alcançar qualidade de vida e saúde era necessário aliar atividade física a uma alimentação saudável e balanceada.

A palestrante também falou sobre todos os nutrientes e suas funções no organismo apresentando a pirâmide alimentar que deve ser seguida por todos. Apresentou e explicou também cada um dos distúrbios alimentares, como bulimia, anorexia e obesidade.

Os alunos assistiram a um vídeo impressionante sobre o desperdício e a desnutrição.

Antes de terminar o encontro os alunos puderam fazer outras perguntas, que foram respondidas com muita propriedade pela convidada e em seguida, realizaram uma prova texto sobre o tema.

Veja as fotos da palestra.

As turmas do 1º ano do Ensino Médio têm dentro da sua grade horária semanal, aulas especiais de Primeiros Socorros. O professor responsável pela disciplina, Roberto Trindade, autor de dois livros a respeito do tema, explica que prevenir é o melhor remédio.

Durante as aulas os alunos aprendem, por exemplo, como desobstruir as vias aéreas e as técnicas de liberação em caso de sufocamento. Com o auxílio de um manequim para treinamento, o professor demonstra a maneira correta de desenvolver as técnicas.

O tema do mês de março é a parada cardiorrespiratória. O que fazer quando nos deparamos com uma pessoa que não tem batimentos cardíacos e não respira? “Este é o pior dos quadros em que uma pessoa pode se encontrar. Garantir a oxigenação do organismo através de procedimentos como respiração boca a boca e massagem torácica pode garantir, em muitos casos, a sobrevivência da vítima”, explica Trindade.
Já houve caso de aluno que salvou a vida do pai utilizando os conhecimentos adquiridos nesta disciplina.

Atendimento emergencial passo a passo:
– chamar o atendimento de urgência;
– verificar se o cenário é seguro para o procedimento;
– apertar acima dos ombros da vítima e ver se há reação;
– não havendo reação aplica-se 30 massagens torácicas;
– entre as massagens a cabeça da vítima deve ser colocada para trás fazendo com que as vias aéreas fiquem abertas;
– o nariz da vítima deve ser fechado durante a respiração boca a boca para que o ar não escape.

Vale lembrar que, segundo o professor, a respiração boca a boca só deve ser realizada em vítimas conhecidas.

Clique e veja a galeria de fotos da atividade.

O ex-aluno Diogo Quirino, de malas prontas para embarcar para os Estados Unidos no dia 04/08, esteve no Friburgo na terça-feira, 02/08, para se despedir de funcionários, professores e amigos.

Diogo, jogador de futebol, conquistou uma bolsa de estudos na universidade de Kansas, onde além de representar a escola dentro de campo, também vai estudar. O professor Trindade aproveitou a presença do Diogo e pediu para que ele conversasse com as turmas de 8º e 9º para contar um pouco da sua experiência.

Depois de ser escolhido pela sua habilidade com a bola, o craque ainda teve que participar de um intenso período de testes e avaliações. Para ser aprovado e conquistar a bolsa integral de estudos, Quirino fez seis meses de um curso específico da língua inglesa para ter bom resultado em uma prova. Além disso, teve também todo o seu histórico escolar avaliado. “Para conseguir uma bolsa de estudo você precisa ter uma média alta somando todas as suas notas desde o 1º ano do Ensino Fundamental”, contou Diogo.

E justamente por esta razão o professor Trindade fez questão de que acontecesse o encontro. “Nesta fase os alunos ainda não sabem o que querem fazer no futuro, mas podem se basear na luta de um garoto que sempre foi um aluno acima da média e que graças a sua conquista está dando um grande e decisivo passo na sua carreira”, disse o professor.  Em números, este resultado significa obter a média de domínio do Friburgo e não ter apenas notas na média para passar de ano.

Outro tema abordado por Diogo foi a importância de preservar a sua imagem em redes sociais. “Muitas vezes as pessoas fazem postagens no Facebook sem pensar. As minhas páginas foram analisadas sem que eu soubesse. Ainda bem que não tenho nada que possa manchar minha imagem. Caso contrário poderia não ter sido aprovado pela universidade”, contou.

Nos próximos quatro anos o ex-aluno estará estudando para se formar em Administração Esportiva e poderá retornar ao Brasil com um diploma internacional e fluência na língua inglesa ou ainda ser convidado para se profissionalizar jogando futebol em algum grande clube.

De todas as maneiras, depois da luta é uma recompensa merecida e um orgulho não só para os pais e familiares como também para toda a família Friburgo! Parabéns, boa viagem e muito sucesso!

As turmas do 1º ano do Ensino Médio têm dentro da sua grade horária semanal, aulas especiais de Primeiros Socorros. O professor responsável pela disciplina, Roberto Trindade, autor de dois livros a respeito do tema, explica que prevenir é o melhor remédio. “A prevenção do trauma é tão importante quanto o atendimento. O objetivo de um programa de prevenção é propiciar uma mudança no comportamento e no conhecimento dos alunos, ensinando o que fazer e, principalmente, o que não fazer em uma situação de emergência”, explica o professor.

Durante as aulas os alunos aprendem, por exemplo, como desobstruir as vias aéreas e as técnicas de liberação em caso de sufocamento. Com o auxílio de um manequim para treinamento, o professor demonstra a maneira correta de desenvolver as técnicas.

Segundo o prof. Roberto Trindade no Brasil a prevenção de trauma ainda esta na fase inicial e não dispõe de um modelo adequado. A atuação em áreas educacionais, pedagógicas, econômicas e sociais é escassa. Daí a importância de fazer um projeto como esse desenvolvido com os alunos do Friburgo.

Por ser pioneiro nessa disciplina, o trabalho desenvolvido no Colégio será tema da palestra de Trindade, convidado para participar do 3º Seminário Nacional de Atendimento Pré-hospitalar e de Resgate de Acidentados, que acontece em agosto deste ano.

A prevenção de trauma deve ser iniciada pela educação em massa da população, adicionando-se aos currículos escolares programas de primeiros socorros e prevenção de acidentes.

Friburgo e sua filosofia na TV Globo

lgim0005Nesta segunda-feira, 9 de março, tivemos a presença da repórter Ana Brito em matéria veiculada ao vivo no Jornal Hoje, da TV Globo.

O tema foi bullying nas escolas. Bullying é um termo inglês, sem tradução exata para o português, e significa uma descriminação, agressão física ou psicológica de um grupo por um determinado indivíduo, e tem como objetivo humilhar e intimidar a vítima. 

O Friburgo foi escolhido para participar da matéria principalmente porque este assunto é bem administrado pelo Colégio e o respeito às diferenças está presente no cotidiano da escola. Além de conviverem diariamente com alunos portadores de necessidades especiais, a partir do 7º ano as aulas de Fisiologia e Comportamento e Orientação Educacional, coordenadas pelo Professor Roberto Trindade, passam a fazer parte do currículo escolar.

O link ao vivo no Jornal Hoje, com a participação da psicóloga Vera Zimmermann, teve apenas 1 minuto e 26 segundos, mas o bate-papo que antecedeu as gravações entre a repórter Ana Brito, a coordenadora Cintia Siqueira, o Coordenador Roberto Trindade e os seis alunos do Fundamental II foi muito significante. A repórter fez várias perguntas aos alunos e cada um pode contribuir com suas próprias experiências e apresentar maneiras diferentes de resolver o problema.lgim00011

Foi muito bom constatar nos depoimentos dos alunos, a confiança e a liberdade que eles têm para conversar sobre os mais variados assuntos com a coordenação da escola. Chegaram a dizer que apesar de haver diálogo aberto com os pais, acreditam que no caso de sofrerem algum tipo de bullying, tentariam primeiramente um entendimento com o “agressor”. Caso não houvesse resultado, comunicariam pessoalmente a coordenação que, segundo eles, agiria rapidamente e de maneira eficaz devido a proximidade que mantém com todos os alunos.

Veja a opinião dos entrevistados:

Flora – 7ºano – “Não é legal discriminar alguém só por ser diferente.”

Murilo – 7º ano – “Nunca passei por uma situação semelhante, mas acho que não é nada legal.”

João Vicente –8º ano – “Não devemos fazer para os outros o que não queremos que façam com a gente.”

Júlia Ferrari – 8º ano – “Lidamos com um problema de bullying em sala de aula e com a ajuda dos amigos e da coordenação conseguimos resolver da melhor maneira possível.”

Laís – 9º ano – “Sinto confiança na coordenação porque estão sempre abertos para diálogos e acredito que podem resolver qualquer problema.”

João Rafael – 9º ano – “Acho que a melhor maneira de resolver esse tipo de problema é conversando.”

Clique aqui e veja algumas fotos.

Clique aqui e assista o vídeo / reportagem no Jornal Hoje.

Arquivos

outubro 2018
S T Q Q S S D
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Anúncios
%d blogueiros gostam disto: